Guia TISS: Quais os principais tipos?

A Guia TISS é um modelo formal de documento, elaborada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS. As guias seguem um padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar – TISS. Qual o objetivo? Bem, os documentos organizam e padronizam a troca de dados entre os convênios (operadoras) e clínicas médicas, hospitais, laboratórios, etc.

Tipos de Guia TISS

Os documentos melhoram a descrição e a interpretação dos registros referentes a procedimentos feitos em pacientes. Ou seja, regulam o envio de informações entre o prestador e o plano de saúde.

Guia de Consulta

Esse modelo é um dos mais simples. Geralmente, usado no faturamento de serviços prestados aos beneficiários (pacientes). Sendo assim, os consultórios e clínicas são os estabelecimentos que mais fazem uso desse documento. Veja os dados que não podem faltar na Guia de Consulta: dados pessoais do profissional de saúde, dados do beneficiário e as informações do atendimento.

Guia de Serviço Profissional

Esse modelo, também nomeado SP/SADT, é comum no faturamento de Serviços Profissionais (SP) e Serviços de Apoio à Diagnose e Terapia (SADT). Desse modo, é aplicado em diversos atendimentos, tais como: pequenas cirurgias, exames de imagem, radioterapia, quimioterapia, entre outros. O padrão SP/SADT abrange desde a autorização do processo até a execução.

Guia de Resumo de Internação

Formulário criado para o faturamento de rotinas médicas mais complexas. Isto é, frequentemente, o profissional usa o documento em casos de internamento hospitalar. Quando a internação dura menos de 30 dias, pode-se utilizar apenas um formulário para fazer todas as cobranças. Entretanto, se o tempo de permanência for superior a 30 dias, por complicações no estado do paciente, o faturamento pode ser parcial.

Guia de Honorário Individual no padrão TISS

Modelo muito aplicado no faturamento de serviços de apoio, feitos por profissionais que trabalharam em algum procedimento pago diretamente a ele. Por exemplo: pediatrias em partos, auxiliares de cirurgia, anestesistas, visitas clínicas, entre outros.

Guia de Outras Despesas

Elaboradas com objetivo de aprovar as faturas de custos extras, como: materiais médicos, remédios, aluguéis de salas, equipamentos usados em procedimentos hospitalares, etc.

A Guia TISS para outras despesas é um formulário auxiliar, pois ocorre em conjunto com outro tipo de formulário. Sendo que, naquelas situações em que há a necessidade de realizar a cobrança, porém não existe outro serviço pendente de faturamento, é possível anexar a Guia Outras Despesas a uma guia vazia. Ou seja, que não tem nenhum procedimento especificado.

Guia Associada, conforme o padrão TISS

De modo geral, é um procedimento hospitalar que precisa da criação de outro serviço. Portanto, essa Guia Associada é gerada e vinculada a um procedimento inicial. Sendo assim, uma guia principal será necessária.

Ao utilizar o campo “Número de Guia Principal”, você pode relacionar mais de uma “guia associada” a essa principal. Vale lembrar que, a fim de garantir um lucro consistente e correto, e evitar dores de cabeça, deve-se preencher o campo sem erros.

Ficou com alguma dúvida sobre as Guias TISS ou quer compartilhar sugestões? Então, envie-nos um recado no fórum. Vamos conversar por lá. 🙂